2021 novo ano, novas metas

P Mais - Ano novo

Um novo ano surge e com ele diversas expectativas e apostas, com o ano de 2020 sendo o que foi, diversos problemas sociais, e questões muito importantes a serem tratadas com a sociedade, pandemia da Covid-19 e a chegada da vacina no próximo ano, dentro outros acontecimentos, deixam uma pressão grande para que o próxima ano seja diferente.

E para um novo ano precisa-se de novas metas, novos projetos e ideais a serem tirados do papel, e qual a melhor maneira de fazer isso?!

1º  Tenha metas realistas!

É de fundamental importância, para o nosso bem estar profissional, pessoal e psicológico, que as metas sejam tangíveis, que sejam possíveis realizar, e isso não significa que você não deve sonhar com suas metas de longo prazo mas que você deve ter pé no chão.

2° Fatias de Meta.

Onde mais aprendemos e ganhamos é no processo, é no caminho até a chegada, e para isso é importante sabermos que para obter uma determinada meta, nós iremos conseguir outras “metinhas” até chegarmos nela, é como uma escalada até o topo, e fatiar as metas dão um gás a mais para continuarmos a chegar na nossa maior meta, pois vamos conquistando cada pedaço até lá.

3° Planeje a instabilidade.

Aprendemos com o ano que se encerra, que a instabilidade pode se instalar de maneira avassaladora e surpreendente, e para isso é importante ter planos de emergência bem estruturados, metas podem sofrer alterações momentâneas e já ter as diretrizes e o os outros planos pré estabelecidos só ajudará.

4° Atualize o seu software.

Para que nossos aparelhos funcionem da melhor maneira, para ter uma interface nova e para aumentar a segurança, sempre é importante mante-los atualizados e conosco acontece da mesma forma, precisamos quebrar a crosta da mesmice e abraçar o novo, al´me testar e fazer coisas diferentes, estudar algo que você sempre quis, atualizar o guarda roupa, cuidar da aparência tudo isso ajuda a nos deixarmos melhores, e conhecer outras formas de comportamento.

5º Faça e com o tempo aperfeiçoe.

Está com um projeto todo esquematizado e quer adiar o começo dele por conta de um detalhe?! Cuidado, a oportunidade pode passar nesse meio tempo . É importante colocarmos os projetos em prática, e com o pratica chegaremos a perfeição,

Os projetos e ideias precisam ser feitos para que melhorem com o tempo, se ficarmos esperando para lançarmos algo, ou fazer algo quando acharmos que aquilo está perfeito, provavelmente esse momento de perfeição nunca chegue, é com o dia dia e o feedback de quem ver e participa do seu projeto ou ideia que vão dar asas para que ele possa voar.

Na vida as mudanças são rápidas e com isso nossas metas e objetivos também podem mudar, e está tudo bem essa mudança, só precisamos ficar atentos para não perdermos o controle e o foco no que queremos e onde almejamos chegar.

 O novo estar por vir, e como sempre e mais do que nunca, incerto.

Cabe o nós ao menos nos planejarmos para o que tudo possa fluir da melhor forma possível.

Quero empreender, como devo agir?

P Mais - Quero Empreender

Hoje tenho a convicção de que o principal erro, e que desencadeia uma série de outros erros em cascata, é encarar o papel de empreendedor com a visão padrão de uma profissão tradicional.

O caminho padrão de uma profissão > Escola > Faculdade > Profissão

Eu preciso ter uma formação para ter uma profissão.

É claro que este é o modelo mais comum para a maioria das pessoas, o problema é quando a pessoa quer empreender partindo deste mesmo raciocínio.

Então ela começa olhar para formações, certificados para depois tentar encaixar tudo isso no mercado.

Só que no mundo dos negócios isso simplesmente não funciona.

As formações e respectivas certificações não vão fazer ninguém comprar nada de você fundamentalmente por isso.

O mercado vai comprar de você o valor que entrega, e não importa se você tem formação, curso de especialização, MBA ou coisa parecida.

O que vale é o formato e a entrega das soluções que seus clientes procuram.

É claro que precisa saber entregar isso, e cursos que ajudam a melhorar esta capacidade de gerar estas soluções tem valor.

Mas não é o título, como a grande maioria pensa e ostenta em suas apresentações pessoais.

Essa abordagem invertida gera inúmeros problemas para os aspirantes a empreendedores, que não se deram conta disso ainda.

Não partem para ação de entrega de suas soluções, em busca de mais formações para sentirem segurança, que na verdade, só virá com a prática e quando estas entregas começarem a acontecer.

Por isso muitos gastam rios de dinheiro com coisas que não irá ajudar no processo para ter clientes, buscando títulos e formações atrás de formações.

O foco fica muito voltado naquilo que sabem ou pretendem fazer, e esquecem de olhar com mais cuidado para aquilo que o mercado realmente deseja, e que com certeza, não será uma certificação ou título estampado em uma porta, cartão de visita ou bio de alguma rede social.

Por mais louco que possa parecer, as pessoas que se julgam menos qualificadas, tem mais facilidade de criar um negócio de sucesso, justamente por não terem este pensamento influenciado.

Elas conseguem simplesmente olhar para o mercado, entendê-lo sem julgamento e conceitos e pré-requisitos necessários para atuar nele.

Acham que tem uma solução, começam a entregá-la e vão fazendo o negócio acontecer, e aos poucos vão se aprimorando, e aí sim, buscando evoluções através de formações, mas desta vez, com o foco voltado para o negócio.

Para empreender é preciso ter a clareza da real transformação que o seu produto irá entregar para o seu cliente, e focar toda energia para entregar esta transformação da melhor maneira possível.

Se deseja empreender e não tem ideia do que fazer e por onde começar, peça ajuda.

Pode ser a uma pessoa experiente em uma área que possa lhe interessar, um bom amigo que tenha autoridade para lhe ajudar, ou um mentor profissional para lhe ajudar a ter clareza para encurtar os caminhos e evitar desperdícios de tempo e dinheiro.

A armadilha do conhecimento

Lula Moura - Ferraris

Esta foto que representa este tema de hoje, é de onze Ferraris sendo uma preta, e uma BMW na garagem de um único dono!

Incrível, não é?

É muito bonito, gera diversos pensamentos sobre conquistas, sucesso e poder.

Nada contra, até porque os valores de cada um devem ser sempre respeitados.

Agora quando você questiona o porquê prático! Aí sim, aparecem muitas perguntas difíceis de serem respondidas a contento.

A pessoa nunca vai dirigir todos estes carros com frequência, provavelmente não irá emprestar com facilidade aos amigos, e dependendo onde ele resida, dificilmente irá irá pilotar um destes carros a mais de 200 km/h.

E o que isso tem a ver com os temas que sempre abordo por aqui, desenvolvimento pessoal e profissional?

Continue lendo “A armadilha do conhecimento”

A ciência por trás da felicidade profissional

Felidde no trabalho

Por muito tempo a psicologia organizacional tradicional focou em estudar as doenças da mente, transtornos e estados de desordem que afligem os indivíduos dentro das instituições e que consequentemente abalam sua motivação e desempenho.

Com o passar dos anos sentiu-se a necessidade de observar também os aspectos relacionados as emoções e comportamentos positivos e de que forma esses fatores poderiam ser favoráveis para o desenvolvimento pessoal e profissional do colaborador, e colaborar para um bom funcionamento da empresa.

Nesse momento surge a Psicologia organizacional positiva. O bem estar, florescimento e engajamento no trabalho fazem parte deste tipo de estudo.

Continue lendo “A ciência por trás da felicidade profissional”