A importância da saúde mental do colaborador nas organizações

Segundo a organização mundial da saúde, no mundo mais de 300 milhões de pessoas sofrem com a depressão, e mais de 26 milhões convivem com transtornos de ansiedade.

O Brasil é um dos campeões mundiais de casos de depressão. Esta enfermidade que acomete cerca de 3% a 11% da população, e sendo mais frequentes em mulheres.

Os episódios depressivos são uma das 10 principais causas de afastamento de colaboradores de suas funções laborais, segundo dados de 2017 do INSS.

Segundo analises de benefícios concedidos pelo o INSS , os CID’s (classificação internacional da doença)  relacionados aos transtornos mentais, tem uma media 6,6 dias de afastamento, contra 2,2 dias de afastamento relacionado a outros grupos de CID.

Entre as principais causas de afastamentos por transtornos mentais no trabalho, podemos destacar:

    Cargas excessivas de trabalho, que exigem do colaborador um desempenho além do possível, metas inatingíveis e cobranças extremas;
    Tarefas e responsabilidades inadequadas, além das competências dos colaboradores;
    Falta de clareza na definição das metas, objetivos e expectativas;
    Assédio Moral e bullying;
    Má gestão, liderança tóxica e políticas internas inadequadas.

Aqui na P Mais Terceirização percebo uma priorização e apoio a saúde mental dos colaboradores com ações de prevenção, identificação precoce, tratamento e apoio  sempre englobando ações voltadas para a saúde física e ações de bem estar.

Entre estas ações que podem ser aplicadas, destaco:

    Clareza de propósitos, objetivos, descrição das responsabilidades e competências e feedback continuo;
    Ações de conscientização;
    Incentivo a pratica de exercícios, lazer e alimentação saudável;
    Tratamento igualitário a todos os colaboradores;
    Temperatura agradável, mesas adequadas, cadeiras anatômicas;
    Flexibilização de horário da jornada de trabalho.

Quando é tomado estas posturas nas organizações, cria-se um ambiente corporativo mais agradável.

A redução de pressão sob os funcionários diminui o estresse, tornando as tarefas do dia a dia mais agradável, ocasionando diminuição nos afastamentos por episódios depressivos e de ansiedade, e o aumento da produtividade e satisfação do colaborador torna-se evidente.

E você, o que tem vivido na sua organização com relação a este tema?